Empilhadeira Linde - H70

Solicitar cotação

Digite o nome do equipamento

Segurança

A estrutura de proteção Linde envolve o motorista como uma jaqueta de proteção grande, o teto e a estrutura da cabine formando uma única unidade fechada. Além disso, a H70 possui um suporte de torção que reduz em até 30% a rotação perigosa do mastro de elevação em altas alturas de carga.

Há uma grade de aço no teto que muda quando o motorista inclina o mastro para frente ou para trás, protegendo o motorista de quedas de carga. A boa visibilidade geral, a alta capacidade de elevação, a frenagem sem atraso de controle e a direção totalmente hidráulica oferecem segurança adicional.

Ergonomia

A H70 se destaca graças ao seu conceito de operação ergonômico, que é evidente na cabine espaçosa, com amplo espaço para as pernas, o layout bem considerado de todos os instrumentos da tela, os assentos confortáveis ​​e a direção precisa.

Os controles de pedal duplo Linde também aliviam os processos de trabalho: cada pedal move o caminhão para frente ou para trás e, se o motorista tira o pé do pedal, o caminhão usa sua sistema hidráulico para parar, o que significa que nenhum freio é necessário. Além disso, a unidade de acionamento desacoplada do rolamento de borracha e a cabine de suspensão desempenham um papel importante na criação de condições de trabalho saudáveis ​​para o motorista, garantindo mínimas vibrações.

Manipulação

O equipamento movem-se de forma poderosa e precisa graças ao acionamento hidrostático direto, enquanto processos rápidos com baixo consumo são garantidos por motores a diesel de alto torque, gás propulsor e gás natural. O Linde Load Control permite que o motorista realize tarefas de manuseio de carga com as pontas dos dedos com precisão milimétrica. Além disso, os caminhões à combustão possuem excepcional capacidade residual para transportar cargas muito pesadas.

Manutenção

A H70 possui longos intervalos de manutenção, no qual significa tempo de inatividade mínimo e custos reduzidos de óleo e peças de reposição: A primeira troca de óleo do motor e a lubrificação do eixo de direção e do mastro só são necessárias após 1000 horas de operação. Melhor ainda, a primeira troca de óleo hidráulico só é necessária após 6000 horas, esse longo período se resume a um sistema de filtro inovador.

O acionamento direto hidrostático também requer trabalho mínimo de serviço, pois não são necessários componentes pesados ​​de manutenção, como transmissão, embreagem, diferencial e freio a tambor.

Marcas que representamos:

Águia SistemasFulgurisFroniusCargomax